Governo anuncia acordo para reajuste escalonado da tabela do Imposto de Renda

terça-feira, 10 de março de 2015 20:35 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O governo federal e o Congresso Nacional fecharam nesta terça-feira acordo sobre um reajuste escalonado da tabela de Imposto de Renda, o que implicará um impacto de pouco mais de 6 bilhões de reais sobre as receitas da União, disse o ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

Ele afirmou que, apesar do impacto nas receitas, o governo vai encontrar recursos ao longo do ano para não deixar de cumprir a meta fiscal.

A presidente Dilma Rousseff deverá encaminhar uma Medida Provisória sobre o reajuste, acrescentou Levy em entrevista a jornalistas.

A faixa de isenção de IR e a primeira faixa com alíquota de 7,5 por cento vão ter reajuste de 6,5 por cento, afirmou Levy.

A segunda faixa da tabela com alíquota de 15 por cento será reajusta em 5,5 por cento; a terceira faixa com alíquota de 22,5 por cento, em 5 por cento; e a quarta faixa com alíquota de 27,5 por cento será reajusta em 4,5 por cento, segundo Levy.

A nova tabela deverá valer a partir de abril, acrescentou o ministro.

O acordo foi anunciado pelo líder do PMDB no Senado, Eunício de Oliveira (CE).

(Por Jeferson Ribeiro)

 
O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, durante entrevista coletiva em Brasília. 27/02/2015 REUTERS/Ueslei Marcelino