Estácio oferece crédito estudantil privado diante de instabilidades do Fies

terça-feira, 10 de março de 2015 21:02 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Estácio Participações informou nesta terça-feira que passou a ofertar crédito universitário privado por meio de parceria com a Pravaler, diante das incertezas em relação às mudanças anunciadas pelo governo para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O financiamento privado poderá ser adotado por alunos novos e veteranos para graduação presencial.

A Estácio vai subsidiar os juros para o aluno que escolher o Pravaler, de modo que ele pagará o valor total do curso corrigido apenas pela inflação do período, ao longo do dobro de tempo de duração de sua graduação, disse a empresa em comunicado. A cada mês, o estudante deverá pagar metade da mensalidade.

Em entrevista à Reuters na semana passada, o presidente da empresa, Rogério Melzi, disse que a companhia já estudava a adoção de um sistema de crédito privado. Mas o executivo havia afirmado que a intenção era que o mecanismo se consolidasse a partir do segundo semestre.

Desde a reabertura do sistema do Fies para cadastro no final de fevereiro, os alunos novos vêm enfrentando lentidão e instabilidade no sistema, além de novas regras do Ministério da Educação (MEC) que vão sendo conhecidas a conta-gotas.

A Estácio adiou o início das aulas do primeiro semestre para calouros para 11 de março, também devido a instabilidades para contratação do Fies.

(Por Juliana Schincariol; Edição de Luciana Bruno)