Queda do euro impulsiona exportadoras e índice europeu de ações fecha em alta

quarta-feira, 11 de março de 2015 15:14 BRT
 

Por Sudip Kar-Gupta

LONDRES (Reuters) - O principal índice europeu de ações fechou em alta nesta quarta-feira, recuperando-se após as fortes perdas da sessão anterior, com a queda do euro elevando papéis de exportadores e impulsionando a bolsa alemã à máxima histórica.

O índice FTSEurofirst 300 fechou com alta de 1,46 por cento, aos 1.574 pontos. O alemão DAX, que inclui grandes exportadoras como BMW e Volkswagen, marcou nível recorde de fechamento.

O euro caiu abaixo de 1,06 dólar pela primeira vez em doze anos nesta quarta-feira, dando continuidade a um amplo declínio desde que o Banco Central Europeu (BCE) deu início a um programa de compra de ativos de 1,1 trilhão de euros (1,2 trilhão de dólares) no início da semana.

Operadores disseram que um efeito do programa de compra de títulos do BCE, conhecido como "quantitative easing", é deixar ações alemãs e europeias mais atraentes do que títulos alemães, tanto em termos de preço relativo quanto em termos de rendimentos.

"Sabemos que o QE não é uma solução mágica. Não vai resolver os problemas da Europa, isso só pode ser realizado com reformas, mas uma coisa que aprendemos é que imprimir dinheiro é bom para os valores das ações", disse o co-fundador da corretora de ações Aviate Global, Gary Paulin.

O papel do Credit Suisse subiu 1,1 por cento, ampliando o avanço de quase 8 por cento da véspera após nomear Tidjane Thiam, da Prudential, como presidente-executivo. Vários bancos, incluindo JPMorgan, melhoraram seus preços-alvo para o Credit.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,28 por cento, a 6.721 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 2,66 por cento, a 11.805 pontos.   Continuação...