Programa de QE do BCE começa sem problemas, diz membro do conselho executivo

quinta-feira, 12 de março de 2015 09:28 BRT
 

Por Ingrid Melander e Jean-Baptiste Vey

PARIS (Reuters) - O programa de "quantitative easing" do Banco Central Europeu foi iniciado sem problemas, disse nesta quinta-feira Benoît Coeuré, membro do conselho executivo do BCE, acrescentando que o banco central não teve dificuldades para encontrar títulos para aquisição.

O BCE comprou 9,8 bilhões de euros em ativos em três dias, declarou Coeuré, com vencimento médio de nove anos, posicionando-se num bom caminho para alcançar um total de 60 bilhões de euros em títulos em março, a meta fixada pelo BCE. O programa começou na segunda-feira.

"O QE está funcionando, não há dúvida de que vai funcionar", disse Coeuré em um discurso em Paris, usando a sigla em inglês para a política monetária expansionista.

Seguindo o exemplo dos bancos centrais japoneses e norte-americanos, o BCE lançou um programa de compra de ativos com vistas a elevar a inflação da zona euro de índices abaixo de zero para uma meta de pouco menos de 2 por cento, e assim ajudar economias em dificuldade no bloco de 19 países.

No entanto, como alguns investidores nacionais relutam em vender títulos, os analistas têm questionado se o BCE poderá atingir a meta de compra de 1 trilhão de euros em títulos soberanos, principalmente ao longo dos próximos 18 meses.

Coeuré procurou acalmar essas preocupações, dizendo que há grande quantidade de títulos disponíveis para compra e é preciso confiar nos mercados. O BCE está adquirindo títulos de uma forma que respeite o funcionamento dos mercados, afirmou, logo acrescentando: “Nós não queremos matar o mercado". O BCE quer ser previsível e regular com a sua política de "quantitative easing", afirmou.

"Diante das incertezas quanto à política monetária americana e as repercussões nos países emergentes, é muito importante criar uma bolha em torno dos países da zona do euro", disse Coeuré, referindo-se ao programa de QE e outras medidas, incluindo a orientação do Banco Central Europeu ao mercado sobre os parâmetros de sua política.

Coeuré disse esperar que os papéis gregos possam ser elegíveis para as compras de títulos vinculadas ao QE o mais rapidamente possível, mas observou que primeiro o país tem de concluir a revisão de seu plano de resgate.   Continuação...