Lufthansa diz que não pode aliviar cortes de custos

quinta-feira, 12 de março de 2015 09:31 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - A Lufthansa (LHAG.DE: Cotações) não pode aliviar os cortes de custos devido à forte concorrência de rivais na Europa e em outras regiões, disse a companhia aérea alemã, mesmo que se veja diante de mais greves de pilotos devido a essas medidas.

A companhia disse que sua principal unidade de companhia aérea alemã composta pelas marcas Lufthansa e a Germanwings registrou uma queda de quase 11 por cento no lucro em 2014 para 252 milhões de euros (266 milhões de dólares).

A Lufthansa está sendo pressionada por companhias aéreas de baixo custo em rotas dentro da Europa e rivais como a Emirates e companhias aéreas da Turquia em rotas longas.

Medidas para alterar caros acordos salariais e ampliar operações de baixo custo se depararam com resistência de pilotos que realizaram 10 greves no ano passado e que têm ameaçado com outras mais.

"Temos muita clareza de que precisamos de mais medidas", disse a jornalistas a vice-presidente financeira, Simone Menne, após o grupo divulgar os resultados anuais nesta quinta-feira.

A Lufthansa disse que quase toda a melhora de 2,5 bilhões de euros no lucro resultante do programa de reestruturação Score entre 2012 e 2014 foi corroído por preços de passagens em queda e inflação de custos.

(Por Victoria Bryan)