Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem e compensam altas das últimas semanas

quinta-feira, 12 de março de 2015 09:42 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego caiu mais que o esperado na semana passada, oferecendo novos sinais de um mercado de trabalho que se fortalece rapidamente.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego caíram em 36 mil, para 289 mil, segundo dados sazonalmente ajustados para a semana que terminou em 7 de março, informou o Departamento de Trabalho nesta quinta-feira.

Isso compensou grande parte das altas das últimas duas semanas, que haviam levado os pedidos para muito acima da marca de 300 mil. O clima severo causou volatilidade nos pedidos em boa parte deste ano.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que o número recuasse a 305 mil na semana passada.

A média móvel de quatro semanas, considerada uma medida melhor das tendências do mercado de trabalho porque atenua a volatilidade semanal, caiu em 3.750, a 302.250, na semana passada.

(Por Lucia Mutikani)