Vendas no varejo no Brasil sobem 0,8% em janeiro, mas não revertem fragilidade do setor

sexta-feira, 13 de março de 2015 11:40 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier e Camila Moreira

RIO DE JANEIRO/SÃO PAULO (Reuters) - As vendas no varejo brasileiro subiram 0,8 por cento em janeiro sobre dezembro, em um resultado melhor do que o esperado mas insuficiente para compensar a forte queda vista no fim do ano passado e que não afasta o cenário de fragilidade do setor em meio a um ambiente de debilidade econômica.

O resultado mensal do primeiro mês deste ano foi o mais forte para meses de janeiro desde 2012 (quando cresceram 2,5 por cento), mas isso depois de o setor ter visto as vendas recuarem 2,6 por cento em dezembro sobre o mês anterior, interrompendo quatro meses seguidos de alta.

Na comparação com o mesmo mês de 2014, as vendas varejistas avançaram 0,6 por cento em janeiro, informou o Instituto Brasileiro de Geografia a Estatística (IBGE) nesta sexta-feira. Apesar da alta, foi a leitura mais fraca para o mês em 12 anos, destacando a fraqueza vivida pelo setor diante da inflação alta e da baixa confiança do consumidor.

"Os setores que se destacaram tiveram influência de promoções e liquidações de telefones, iPads (tablets), TVs, roupas, visto que o Natal não foi muito bom para o comércio", explicou a coordenadora da pesquisa no IBGE, Juliana Vasconcellos, acrescentando que houve ainda o efeitod a base muito fraca vista em dezembro.

"Não dá para chamar o crescimento de janeiro de recuperação. O ambiente econômico continua o mesmo de dezembro", completou.

Ainda assim, os resultados de janeiro foram bem melhores do que as expectativas em pesquisa da Reuters, de queda de 0,5 por cento na comparação mensal e de recuo de 0,9 por cento na base anual.

RECEIO   Continuação...

 
Família escolhendo televisão em loja de varejo em São Paulo.   07/02/2013    REUTERS/ Nacho Doce