Dólar ajuda, mas vendas de soja no Brasil continuam atrasadas

sexta-feira, 13 de março de 2015 19:20 BRT
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO (Reuters) - A recente alta do dólar estimulou as vendas da soja da nova safra do Brasil, elevando expressivamente os preços em reais, mas ainda não foi capaz de reduzir o atraso da comercialização na comparação com os dois últimos anos, apontaram dados nesta sexta-feira.

A comercialização da safra 2014/15 de soja do Brasil chegou a 43 por cento do total esperado, informou a consultoria Safras & Mercado, ante 57 por cento no mesmo estágio da safra 2013/14 e 62 por cento em 2012/13.

A defasagem de 14 pontos percentuais ante um ano atrás vem se mantendo praticamente estável desde janeiro, pelo menos.

Analistas e produtores têm dito que os negócios estão mais difíceis este ano porque os agricultores, capitalizados por safras lucrativas nos anos recentes, estão esperando melhores preços na bolsa de Chicago.

A situação só não está mais lenta devido à desvalorização do real, que torna a conversão da moeda favorável aos exportadores brasileiros.

"Na semana, os volumes foram bons... Estava saindo bom volume no spot (mercado à vista), com o dólar realmente ajudando no preço em reais por saca", disse o operador João Schaffer, da corretora Agrinvest Commodities, de Curitiba.

Negócios foram fechados nesta sexta-feira no porto de Paranaguá a 71 reais por saca, ante 68 reais na semana passada, disse Schaffer.

A moeda norte-americana chegou a tocar máxima de 3,28 reais nesta sexta-feira e acumula alta de cerca de mais de 22 por cento em 2015.   Continuação...