Pilotos da Lufthansa iniciam greve de dois dias

quarta-feira, 18 de março de 2015 12:10 BRT
 

BERLIM (Reuters) - Pilotos da Lufthansa iniciaram uma greve de dois dias na companhia aérea alemã nesta quarta-feira, na tentativa de encerrar uma disputa que já dura dois anos acerca de benefícios de aposentadoria antecipada.

A greve desta quarta-feira, que afeta voos de curta e média distância na marca principal da companhia aérea, é a segunda neste ano e a 12ª ao todo na disputa sobre os benefícios de aposentadoria e a expansão de baixo custo na companhia aérea.

Antes do início da greve, o sindicato dos pilotos, o Vereinigung Cockpit (VC), anunciou outra paralisação para quinta-feira afetando voos de longo curso e de carga, uma ação que a Lufthansa disse ser incompreensível.

"Em vez de trabalhar numa situação sustentável para o futuro, o VC está prejudicando nossos clientes no mundo todo", disse a Lufthansa no final da terça-feira, depois que a segunda greve foi convocada.

A Lufthansa quer cortar custos e ampliar as operações de baixo custo, mas seus esforços para renegociar condições diferentes para acordos trabalhistas coletivos têm enfrentado resistência dos pilotos.

A empresa tem se recusado a recuar, dizendo que vai ampliar os números de frota e funcionários em suas operações principais de passageiros apenas se os funcionários concordarem com concessões.

Os pilotos querem que a Lufthansa concorde em participar de mediação cobrindo os benefícios de aposentadoria antecipada e outras questões correntes de salário e cortes de custos, mas a Lufthansa tem rejeitado a demanda.

(Por Victoria Bryan)

 
Aviões da Lufthansa parados no aeroporto de Munique.  01/12/2014   REUTERS/Michael Dalder