Ecorodovias vence leilão da ponte Rio-Niterói e supera CCR

quarta-feira, 18 de março de 2015 14:40 BRT
 

Por Priscila Jordão

SÃO PAULO (Reuters) - A Ecorodovias venceu o leilão da ponte Rio-Niterói, atualmente sob concessão da CCR, oferecendo um deságio de 36,67 sobre o valor máximo de tarifa de pedágio previsto em edital, no primeiro grande teste de 2015 do apetite dos investidores por projetos de longo prazo no Brasil.

As ações da Ecorodovias reagiram negativamente à vitória, recuando 4,5 por cento às 14h20 e liderando as baixas do Ibovespa. Já os papéis da CCR, considerada a favorita na disputa pelo mercado, ampliavam a alta para 2,6 por cento.

A Ecorodovias ofereceu uma tarifa de 3,2844 reais enquanto o consórcio da CCR fez proposta 4,24230 reais, um deságio de 18,20 por cento sobre o preço máximo do edital, que foi o mais baixo entre os entregues pelos grupos interessados na ponte.

Quando questionado por jornalistas se a Ecorodovias se sente desencorajada pelo fato da CCR, que tem maior conhecimento sobre o ativo, ter dado o lance menos agressivo do leilão, o presidente da companhia, Marcelino de Seras, disse estar "tranquilo", já que espera um crescimento de 15 por cento do tráfego de veículos na ponte com o valor menor do pedágio.

O executivo comentou ainda que a empresa espera manter a margem de lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 60 por cento da ponte.

A Ecorodovias deve financiar os investimentos requeridos na ponte com o caixa próprio da empresa e pode recorrer ao mercado a partir do terceiro ano de concessão, disse Seras, tendo ressaltado a atratividade das debêntures de infraestrutura, que possuem incentivos fiscais.

A concessão por 30 anos da ponte vai exigir investimentos de 1,3 bilhão de reais, com a maior parte nos cinco primeiros anos.

Em nota, a CCR disse que sua proposta "levou em consideração a disciplina de capital, alinhada às premissas de governança corporativa e crescimento qualificado que têm norteado toda a trajetória da companhia".   Continuação...