Reunião do Conselho da Petrobras é adiada para 26 de março, diz fonte

quarta-feira, 18 de março de 2015 16:26 BRT
 

Por Marta Nogueira e Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A reunião do Conselho de Administração da Petrobras foi adiada do dia 23 para 26 de março, afirmou uma fonte com conhecimento direto do assunto.

A pauta ainda não foi enviada aos conselheiros, que aguardam para saber se há a possibilidade de a reunião incluir assuntos relacionados à publicação do balanço da companhia.

A fonte não sabe informar o motivo do adiamento.

Procurada, a Petrobras afirmou que não está comentando o assunto.

Envolvida em um escândalo de corrupção de desvio de dinheiro, que envolveu ex-diretores, políticos e empreiteras, a Petrobras corre contra o tempo para realizar baixas contábeis por conta da corrupção e recuperar a credibilidade do mercado.

Uma fonte da Petrobras, próxima às decisões, afirmou à Reuters nesta quarta-feira que a demonstração contábil auditada sairá no momento "adequado".

"A estatal está trabalhando para (o balanço) sair o quanto antes", afirmou a fonte. "Estamos conversando com todo mundo, com auditoria... vai sair, pode deixar que vai sair e estamos trabalhando para isso", finalizou.

A declaração está em linha com afirmação do diretor de Gás e Energia da Petrobras, Hugo Repsold, feita na segunda-feira, quando defendeu que a Petrobras está fazendo "tudo para antecipar o máximo possível" os seus resultados.

Repsold frisou ainda que os executivos manterão silêncio sobre assuntos da gestão da empresa para não atrapalhar o processo e também não haver risco de serem mal interpretados pela Comissão de Valores Mobiliares (CVM) e pelo órgão equivalente nos Estados Unidos (SEC, na sigla em inglês).