Ex-diretor da Petrobras Renato Duque diz à CPI que ficará calado

quinta-feira, 19 de março de 2015 10:51 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ex-diretor de Seviços da Petrobras Renato Duque disse nesta quinta-feira à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que, por orientação da sua defesa, vai exercer o direito constitucional de ficar em silêncio.

Duque, investigado pela Operação Lava Jato, da Polícia Federa, afirmou que "existe hora de falar e hora de calar".

(Por Maria Carolina Marcello)