Evans, do Fed, diz que alta mais tarde dos juros é "ideal"

quinta-feira, 19 de março de 2015 14:12 BRT
 

(Reuters) - O Federal Reserve pode estar melhora do mercado de trabalho e a volta da inflação à marca de 2 por cento, mas essas estimativas são tão incertezas que o banco central dos Estados Unidos deveria tender para o lado de uma política monetária mais frouxa, não mais apertada, afirmou nesta quinta-feira o presidente do Fed de Chicago, Charles Evans.

"Nesse estudo, demonstramos que o fato de as taxas de juros nominais não poderem cair abaixo de zero implica que o banco central deveria adotar uma política mais frouxa quando há incerteza", disse Evans no esboço de um estudo a ser apresentado em conferência do instituto Brookings nestas quinta e sexta-feira. "No atual contexto esse resultado implica que uma alta mais tarde é ideal".

O documento, datado de 9 de março, foi divulgado nesta quinta-feira pelo Brookings em sua página na internet. Evans deve falar na conferência na sexta-feira.

(Reportagem de Ann Saphir)