Mercado físico de café do Brasil volta a registrar negócios, diz Cepea

quinta-feira, 19 de março de 2015 15:56 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Após semanas de negócios lentos, o mercado físico de café no Brasil voltou a registrar mais movimentação diante de uma alta nos preços, apontou nesta quarta-feira o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Os preços do arábica tiveram expressiva recuperação nos últimos dias, sustentados pelo dólar forte, depois de oscilar bastante no físico brasileiro e fechar fevereiro em queda, acrescentou o Cepea.

O Indicador Cepea/Esalq do café arábica tipo 6, bebida dura para melhor, posto na capital paulista, fechou a 468,08 reais/saca de 60 kg na quarta-feira, alta de 9 por cento em relação à quarta anterior.

As altas internas foram impulsionadas pelos avanços na Bolsa de Nova York (ICE Futures), em função da recompra de contratos, observou o Cepea.

Os contratos futuros de café arábica subiram acentuadamente nesta quinta-feira na bolsa de Nova York, tocando a máxima de 3 semanas, com o mercado avaliando a possibilidade de a safra do Brasil de 2015 ser menor do que o imaginado anteriormente.

O mercado de café robusta também segue firme e com boa liquidez, segundo o centro de pesquisa da USP.

O Indicador Cepea/Esalq do tipo 6 peneira 13 acima do robusta fechou a 306,54/saca de 60 kg na quarta, elevação de 0,13 por cento em sete dias.

(Por Roberto Samora)