Dow Jones e S&P 500 fecham em queda após rali da véspera

quinta-feira, 19 de março de 2015 18:35 BRT
 

Por Rodrigo Campos

NOVA YORK (Reuters) - Os índices Dow Jones e S&P 500 fecharam em queda nesta quinta-feira, com a alta do dólar pressionando o petróleo e outros preços de commodities, derrubando os setores de energia e matérias-primas.

O índice Dow Jones recuou 0,65 por cento, para 17.959 pontos. O Standard & Poor's 500 cedeu 0,49 por cento, a 2.089 pontos. O Nasdaq subiu 0,19 por cento, para 4.992 pontos.

O dólar subiu no mercado internacional após uma forte queda na quarta-feira. O Federal Reserve pareceu mais "dovish" do que o esperado mesmo abrindo as portas para um aumento de juros a partir de junho. Os principais índices acionários dos EUA subiram mais de um por cento na sessão anterior, após o comunicado do Fed.

O preço do petróleo nos EUA caiu 1,9 por cento, enquanto o Brent recuou 2,6 por cento, conforme a moeda norte-americana se fortaleceu e também por preocupações com o excesso de oferta. O índice do setor de energia do S&P 500 caiu 1,7 por cento.

"O caminho à frete em relação às taxas de juros vai ser mais lento do que o esperado anteriormente. O mercado celebrou isso ontem e hoje está se perguntando o que vem a seguir", disse o estrategista de mercado da Stifel, Nicolaus & Co, Kevin Caron.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego nos EUA subiram levemente na semana passada, indicando que o mercado de trabalho permaneceu sólido.

"A economia parecer estar melhor e isso poderia dar algum apoio ao dólar", disse Caron, destacando que o caminho para o aperto do Fed não é o único revés para o dólar.

Ações do setor de biotecnologia ajudaram a impulsionar o Nasdaq e o setor de saúde do S&P 500. Os papéis da Regeneron subiram 2,9 por cento, a 486,02 dólares e da Biogen avançaram 1,3 por cento, a 433,65 dólares, após o Credit Suisse elevar o preço-alvo da Biogem para 500 dólares, ante 400 dólares.