Premiê grego diz ter garantia de não precisar implementar compromissos de resgate

sexta-feira, 20 de março de 2015 13:52 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - A Grécia recebeu garantias da chanceler alemã, Angela Merkel, de que não precisa implementar políticas acordadas pelo governo anterior sob o programa de resgate do país, disse nesta sexta-feira o primeiro-ministro, Alexis Tsipras.

Tsipras afirmou que seu governo vai respeitar completamente um acordo fechado com a zona do euro em 20 de fevereiro, que exige que a Grécia implemente reformas, mas que não terá que concluir uma revisão final do resgate iniciada pelo último governo para assegurar mais ajuda.

"Todos temos a mesma leitura sobre o acordo de 20 de fevereiro ... não existe tal coisa como uma quinta revisão. A Grécia não é obrigada a adotar medidas recessionárias", disse ele numa coletiva de imprensa, após reunião com líderes da UE.

Tsipras não quis revelar quando seu governo vai apresentar reformas à zona do euro para desbloquear nova ajuda, que ele disse que virá gradualmente. Isso começará com a devolução de 1,9 bilhão de euros de lucro que o Banco Central Europeu (BCE) obteve com bônus gregos ou um desembolso parcial dos 7,2 bilhões de euros em ajuda pendente de resgate.

O premiê negou que a Grécia tem qualquer problema de liquidez no curto prazo, dizendo que todos os pagamentos a instituições e cidadãos serão realizados normalmente e que os depósitos bancários estão a salvo.

(Por Renee Maltezou)

 
O premiê grego, Alexis Tsipras, fala em coletiva de imprensa durante cúpula da UE em Bruxelas. 20/03/2015 REUTERS/Francois Lenoir