FMI e banco asiático dão aval a banco de desenvolvimento liderado pela China

domingo, 22 de março de 2015 10:51 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A China recebeu apoio crítico do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Asiático de Desenvolvimento (BAD) neste domingo para seu objetivo de estabelecer um novo banco de desenvolvimento multilateral com liderança chinesa, em uma crescente onda de endossos que tem preocupado os Estados Unidos.

Os líderes do FMI e do BAD, falando em uma conferência em Pequim, disseram que estavam em negociações ou felizes em cooperar com o Banco Asiático de Investimento em Infraestrutura (AIIB, na sigla em inglês), que deverá oferecer 50 bilhões de dólares em crédito majoritariamente custeado pela China e é visto por alguns como um rival para as instituições financeiras internacionais estabelecidas.

Os Estados Unidos, preocupados com a crescente influência diplomática da China, pediram que os países pensem duas vezes antes de se inscrever e questionou se o AIIB terá normas suficientes de governança e de salvaguardas ambientais e sociais.

Cerca de 27 países já se inscreveram para participar do AIIB, disse o ministro das Finanças da China, Lou Jiwei, à rádio nacional chinesa no sábado. A instituição irá fornecer empréstimos a projetos de países em desenvolvimento e está prevista para começar a operar no final de 2015.

(Por Matthew Miller e Brenda Goh; reportagem adicional de Dominique Patton e Kevin Yao)