Premiê grego escreve a Merkel alertando sobre obrigações "impossíveis"

segunda-feira, 23 de março de 2015 08:24 BRT
 

Por Karolina Tagaris e Angeliki Koutantou

ATENAS (Reuters) - O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, escreveu para a chanceler alemã, Angela Merkel, na semana passada, alertando que seria "impossível" para a Grécia fazer pagamentos de sua dívida pelas próximas semanas se não receber mais ajuda financeira, confirmou o governo grego nesta segunda-feira.

Em uma carta em 15 de março, o premiê alertou Merkel que a Grécia seria forçada a escolher entre pagar seus empréstimos, contraídos principalmente junto ao Fundo Monetário Internacional, ou manter os gastos sociais, de acordo com reportagem do jornal Financial Times no domingo.

Um porta-voz do governo grego disse que a viagem de Tsipras a Berlim nesta segunda-feira, sua primeira viagem oficial, não terá como base essas questões, uma vez que a carta foi enviada no domingo retrasado e já resultou num encontro entre Tsipras e líderes da UE, na semana passada.

"Foi um carta que disse mais ou menos o que nós temos dito desde a semana passada --que há um problema de liquidez e que são necessárias iniciativas políticas", disse o porta-voz Gabriel Sakellaridis à emissora grega Mega TV.

Perguntado se era uma ameaça dizer que Atenas vai escolher pagar salários em vez de pagar as dívidas, Sakellaridis respondeu: "Não é uma ameaça, é a realidade".

 
Primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, durante evento em Bruxelas .  20/03/2015   REUTERS/Francois Lenoir