Minério de ferro cai a nova mínima histórica na China a US$54,20/t

segunda-feira, 23 de março de 2015 09:27 BRT
 

CINGAPURA (Reuters) - Os preços do minério de ferro no mercado à vista da China caíram a uma nova mínima histórica nesta segunda-feira com o excedente de oferta pressionando as cotações, enquanto os futuros do vergalhão de aço tocaram uma máxima de duas semanas com um plano de governo de elevar a eficiência de seu segmentado setor de siderurgia.

A menor demanda por aço e maior rigidez nas inspeções ambientais levaram ao fechamento de algumas usinas no maior produtor e consumidor mundial de aço, reduzindo o apetite do país por carregamentos de minério de ferro no mercado à vista.

"As usinas ainda estão comprando minério, mas há muito estoque neste momento", disse um operador da província de Shandong, no leste da China.

O minério de ferro com entrega imediata no porto de Tianjin recuou 1,45 por cento nesta segunda-feira, para 54,20 dólares por tonelada, menor valor desde que o The Steel Index passou a monitorar as cotações em 2008. Os preços já recuaram cerca de um quarto este ano, além da queda de 47 por cento registrada em 2014.

O Citigroup reiterou nesta segunda-feira que espera que o minério caia abaixo de 50 dólares.

Já os contratos futuros do aço receberam um impulso de um plano do governo de construir de três a cinco siderúrgicas gigantes e de elevar a produção das 10 maiores usinas do país para mais de 60 por cento da produção total do país até 2025.

O contrato mais ativo do vergalhão na Shanghai Futures Exchange teve alta de 2,5 por cento, a 2.548 iuanes por tonelada, após tocar 2.549 iuanes, nível mais alto desde 5 de março.

(Por Manolo Serapio Jr.)