Bovespa fecha quase estável após dia sem tendência; Gol sobe 5%

segunda-feira, 23 de março de 2015 18:03 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da bolsa paulista encerrou a segunda-feira praticamente estável, após um pregão sem tendência definida, marcado por movimentos de realização de lucros, giro reduzido e ausência de um rumo no ambiente financeiro global.

O Ibovespa recuou apenas 0,11 por cento, a 51.908 pontos, após cair 0,87 por cento na mínima e avançar 0,41 por cento na máxima da sessão. Na semana passada, o índice acumulou alta de 7 por cento.

O volume financeiro desta sessão somou 5,34 bilhões de reais, abaixo da média do mês, de 6,7 bilhões de reais.

Em Wall Street, o índice S&P 500 recuou 0,17 por cento, com investidores avaliando as oscilações do dólar e seu impacto sobre outros mercados, incluindo os preços do petróleo, enquanto a Grécia seguiu no foco europeu.

A trégua global do dólar, que respingou no mercado de câmbio local, também influenciou a Bovespa, enfraquecendo ações de algumas exportadoras brasileiras, como Embraer e Fibria.

O noticiário corporativo também fez preço no pregão, e um dos destaques foi a aprovação do desdobramento de ações da Gol, que levou os papéis da companhia aérea a fecharem com alta de 5,1%. Na máxima, chegaram a subir 7,39 por cento.

O operador da corretora Gradual Alexandre Soares destacou o volume reduzido do pregão, com muitos agentes financeiros ainda com receito de fazer novas apostas firmes em qualquer direção diante do cenário bastante incerto no país.

"Muitos ainda estão perdidos para criar um cenário de apostas futuras", disse.   Continuação...