F.O.Licht estima queda na produção de açúcar do centro-sul a 31,8 mi t em 2015/16

terça-feira, 24 de março de 2015 10:20 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A produção de açúcar do centro-sul do Brasil na temporada 2015/16 deverá cair para 31,8 milhões de toneladas, ante 32 milhões em 2014/15, estimou nesta terça-feira a consultoria F.O.Licht.

O analista sênior da F.O.Licht Stefan Ulhenbrock disse que a volatilidade do real ante o dólar deverá afetar as projeções para a nova temporada, cuja colheita começa nas próximas semanas no centro-sul do país.

"A depreciação do real ante o dólar precisa ser levada em conta quando se consideram as projeções de produção", disse Ulhenbrock durante uma conferência da F.O.Licht, em São Paulo.

O analista espera que a moagem de cana do centro-sul, principal região produtora do Brasil, alcance 580 milhões de toneladas na temporada que começa oficialmente em 1 de abril, em leve alta ante os 571 milhões processados no ano safra anterior.

Ulhenbrock disse que usinas deverão destinar um volume um pouco maior de cana para a produção de etanol, com apenas 42,5 por cento da matéria-prima sendo direcionada para o açúcar, contra índice de 43 por cento na temporada anterior.

A produção de etanol do centro-sul deverá alcançar 26,5 bilhões de litros, ante 26,1 bilhões no período anterior.

Ulhenbrock afirmou, no entanto, que com cerca de 16 por cento de alta do dólar frente o real até o momento este ano, as usinas podem ser estimuladas a focar na exportação de açúcar.

"As vendas de açúcar no exterior estão atualmente mais atrativas que as vendas de etanol", disse ele.

"O açúcar brasileiro ganhou mais competitividade com o fortalecimento do dólar ante o real do que outros exportadores como Índia e Tailândia", afirmou.

(Por Reese Ewing)