Bovespa cai puxada por Vale e bancos, após S&P manter grau de investimento do Brasil

terça-feira, 24 de março de 2015 18:09 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em queda nesta terça-feira, com papéis da mineradora Vale entre as principais pressões de baixa, um dia após a Standard & Poor's manter a avaliação grau de investimento do Brasil.

O Ibovespa cedeu 0,78 por cento, a 51.506 pontos. Na abertura, o índice chegou a trabalhar no azul, subindo 0,61 por cento, para a máxima do dia de 52.222 pontos.

O volume financeiro da sessão alcançou 5,38 bilhões de reais.

A agência de classificação de risco S&P afirmou na segunda-feira o rating de longo prazo do Brasil em "BBB-" e manteve a perspectiva estável, citando a mudança de rumo na condução da política econômica pela presidente Dilma Rousseff.

A S&P, contudo, afirmou em teleconferência nesta terça-feira que pode rebaixar o rating do país caso se afaste do compromisso fiscal.

A agência também manteve a nota de longo prazo da Petrobras em "BBB-", mas cortou a perspectiva para negativa e disse que pode rebaixar a companhia se os resultados auditados não saírem até o final de abril.

As ações da estatal mostraram indefinição ao longo da sessão, mas fecharam em leve alta, com as preferenciais subindo 0,43 por cento, enquanto as ordinárias avançaram 0,22 por cento.

A pressão negativa veio principalmente das ações da mineradora Vale com as ordinárias cedendo 3,93 por cento e as preferenciais caindo 2,42 por cento, em meio a perspectivas negativas sobre crescimento na China após dados da indústria naquele país.   Continuação...