Wall St fecha em queda pelo 2º dia consecutivo

terça-feira, 24 de março de 2015 18:36 BRT
 

Por Chuck Mikolajczak

NOVA YORK (Reuters) - As bolsas dos Estados Unidos fecharam em queda pelo segundo dia consecutivo nesta terça-feira, com os operadores se concentrando na força do dólar e seu possível efeito sobre os lucros corporativos.

O índice Dow Jones recuou 0,58 por cento, para 18.011 pontos. O índice Standard & Poor's 500 desceu 0,61 por cento, para 2.091 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq caiu 0,32 por cento, para 4.994 pontos.

Dados indicam que a economia norte-americana continua forte, mas não alteraram as expectativas de uma trajetória de aperto monetário nos EUA rápida ou intensa.

Operadores têm tentado antecipar como o Fed vai reagir a dados econômicos, com uma alta da taxa de juros em junho ainda sendo considerada. O mercado acionário tem estado inversamente correlacionado ao fortalecimento do dólar e muitas empresas multinacionais têm apresentado projeções de resultados que citam impacto negativo de um dólar forte.

"Eu não acho que haja um receio enorme sobre a temporada de balanços. Nós veremos claramente o impacto de preços mais baixos de energia, assim como o impacto de um dólar mais forte", disse o estrategista sênior de ações do UBS David Lefkowitz.

"Esses dois fatores são muito bem conhecidos, então não espero que haja muita surpresa para a maioria das empresas quando elas divulgarem seus resultados, mas certamente os fatores temporários vão pesar no crescimento para o primeiro trimestre."

O setor de energia do S&P caiu 0,8 por cento, após o preço do petróleo tipo Brent recuar 1,5 por cento, a 55,11 dólares o barril.

A queda do Nasdaq foi limitada pela valorização das ações do Google, que subiram 2,2 por cento, a 577,54 dólares, após o anúncio que a vice-presidente financeiro do Morgan Stanley está deixando o banco para se juntar ao Google.