Confiança do consumidor cai 2,9% em março e volta a bater mínima histórica

quarta-feira, 25 de março de 2015 08:22 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) voltou a bater a mínima histórica em março pelo terceiro mês seguido ao recuar 2,9 por cento sobre o mês anterior, para 82,9 pontos.

Em fevereiro, o ICC tinha caído 4,9 por cento, chegando a 85,4 pontos, de acordo com os dados da Fundação Getulio Vargas.

A FGV informou nesta quarta-feira que o Índice da Situação Atual (ISA) recuou 5,6 por cento em março, para 77,7 pontos. Já o Índice de Expectativas caiu 1,4 por cento, a 85,8 pontos. Ambos os índices estão nos menores níveis históricos.

A proporção de consumidores que avalia a situação da economia como boa caiu de 5,8 por cento em fevereiro para 4,5 por cento em março, enquanto a parcela dos que a consideram ruim

aumentou de 71,6 por cento para 77,6 por cento.

"O ICC aprofunda a queda, afastando-se ainda mais dos níveis mínimos anteriores, registrados durante a crise financeira internacional de 2008-2009. Aos fatores econômicos, como inflação e mercado de trabalho, soma-se a preocupação do consumidor brasileiro com a turbulência do ambiente político e com os riscos de abastecimento de água e energia", disse o superintendente para ciclos econômicos da FGV/IBRE Aloisio Campelo.

(Por Camila Moreira)