Kraft Foods se unirá com Heinz, da brasileira 3G Capital e Berkshire Hathaway

quarta-feira, 25 de março de 2015 10:54 BRT
 

Por Sruthi Ramakrishnan

(Reuters) - A Kraft Foods vai se fundir com a H.J. Heinz, controlada pela empresa de private equity brasileira 3G Capital e pela Berkshire Hathaway, do investidor Warren Buffett, formando a quinta maior companhia de alimentos e bebidas do mundo e terceira maior da América do Norte.

As ações da Kraft subiam cerca de 34 por cento nas negociações antes da abertura do pregão regular após o anúncio do acordo.

A companhia combinada, que será liderada pelo presidente-executivo da Heinz, Bernardo Hees, terá receita de cerca de 28 bilhões de dólares, menos da metade da receita da líder de mercado Pepsico em 2014.

A Kraft, como outras fabricantes de alimentos embalados, está lutando contra uma demanda lenta conforme consumidores migram para produtos que são tidos como mais saudáveis.

A Kraft vem reformulando sua administração sênior nos últimos meses e disse anteriormente que desenvolverá produtos para atender as mudanças de preferências de consumidores.

Analistas disseram ser improvável que o acordo enfrente obstáculos antitruste uma vez que há pouca sobreposição entre os produtos das companhias.

A companhia combinada com capital aberto, que deve economizar 1,5 bilhão de dólares em custos anuais até o final de 2017, terá oito marcas valendo mais de 1 bilhão de dólares cada.

Os acionistas da Kraft deterão 49 por cento da nova empresa e os da Heinz terão os 51 por cento restantes.   Continuação...

 
Produtos da Heinz vistos em um mercado em Seul.  31/08/2015   REUTERS/Kim Hong-Ji