Falta de crédito no BB atrapalha vendas de insumos para próxima safra

quarta-feira, 25 de março de 2015 16:01 BRT
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas antecipadas de fertilizantes e defensivos para a safra 2015/16 de soja do país estão sendo prejudicadas no Centro-Oeste pela falta de liberação de crédito pelo Banco do Brasil, disseram produtores e a entidade que representa as revendas.

"A paralisação é total", disse o diretor da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas (Andav) em Goiás, Benjamin de Sousa Junior.

Produtores buscam recursos com juros subsidiados pelo governo, que não estão sendo liberados no momento.

"Em outros anos, nessa época o Banco do Brasil já estava recebendo proposta e até liberando o custeio. O produtor ia na distribuidora e já fazia compra à vista", acrescentou Sousa Junior.

A temporada 2014/15 ainda está em fase de colheita, mas é praxe entre muitos agricultores do Centro-Oeste comprar no primeiro semestre os insumos da safra que será plantada a partir de outubro (a 2015/16, neste caso), buscando melhores preços e condições logísticas para a entrega.

"Esses pré-custeios eram liberados mais cedo. Nesta época já deveria estar acontecendo... Está havendo alguns negócios (de insumos) ainda com dólar mais baixo. Seria importantíssimo uma aceleração (das liberações)", disse Arlindo Cancian, presidente do Sindicato Rural de Canarana, no nordeste de Mato Grosso.

Consultado, o Banco do Brasil, principal financiador do agronegócio brasileiro e operador de linhas de crédito subsidiado pelo governo, indicou que está sendo cuidadoso na concessão de crédito para a próxima safra.

"Em relação à estratégia de antecipação de recursos do próximo ciclo, que se inicia em 1 de julho, o banco avalia as condições de mercado, demanda e conveniência para atuação", afirmou o banco em comunicado.   Continuação...