Sindicato marca greve de um dia no maior porto de grãos da Argentina

sexta-feira, 27 de março de 2015 15:45 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - Trabalhadores portuários de Rosário, principal porto de grãos da Argentina, vão realizar greve de 24 horas na terça-feira em solidariedade à paralisação geral nacional contra políticas tributárias do país, marcada para o mesmo dia.

O sindicato que representa os trabalhadores de Rosário disse em nota que apoia a greve geral marcada para 31 de março por grandes associações de trabalhadores que pedem que o governo eleve o valor das isenções do imposto de renda.

Devido à curta duração da paralisação, a interrupção nos carregamentos de navios em Rosário não deve afetar substancialmente as exportações de soja, farelo de soja, milho e trigo da Argentina.

(Por Maximilian Heath)