Trabalhadores portuários da Argentina avaliam nova greve na região de Rosário

quarta-feira, 1 de abril de 2015 14:10 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - Operários de terminais ao norte de Rosário, principal polo exportador de grãos da Argentina, poderão realizar uma nova greve na próxima semana, disse nesta quarta-feira a Confederação Geral do Trabalho da cidade de San Lorenzo, que mantinha um protesto de 48 horas iniciado na terça, pedindo melhores salários.

A paralisação impediria novamente o embarque de grãos nos terminais das cidades de San Lorenzo, Puerto General San Martín e Timbúes, ao norte de Rosário, de onde partem 80 por cento das exportações agrícolas da Argentina.

O protesto ocorre no momento em que produtores aceleram a colheita da safra 2014/15 de soja no país.

"Na próxima segunda-feira haverá uma reunião da direção da CGT San Lorenzo e será avaliada a possibilidade de uma paralisação de 72 ou 96 horas", disse à Reuters o secretário-geral da CGT San Lorenzo, Edgardo Quiroga

(Por Maximilian Heath)