Wall St fecha em queda após dados econômicos; montadoras caem

quarta-feira, 1 de abril de 2015 18:07 BRT
 

Por Caroline Valetkevitch

NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos caíram nesta quarta-feira, após dado mais fraco que o esperado sobre criação de vagas levantar preocupações sobre o crescimento da economia antes da divulgação do relatório do mercado de trabalho, na sexta-feira, e dos balanços corporativos do primeiro trimestre.

O índice Dow Jones caiu 0,44 por cento, a 17.698 pontos, enquanto o S&P 500 recuou 0,4 por cento, a 2.059 pontos. O Nasdaq caiu 0,42 por cento, a 4.880 pontos.

As quedas do dia foram lideradas pelo setor de saúde do S&P 500, que caiu 1,2 por cento. No primeiro trimestre, o setor foi o mais forte, com alta de 6,2 por cento.

As ações de montadores também cederam após dados mostrarem que a demanda começou a se desacelerar em março. As ações da General Motors caíram 2 por cento, enquanto as da Ford recuaram 1,4 por cento, após queda nas vendas de ambas.

O setor privado dos EUA teve o menor número de abertura de vagas em mais de um ano em março e a atividade industrial atingiu o menor patamar em dois anos, com novos sinais de que o crescimento econômico desacelerou de forma significativa no primeiro trimestre.

Os dados precedem o relatório do mercado de trabalho, o indicador mais aguardado da semana, que será divulgado na sexta-feira, quando os mercados estarão fechados devido ao feriado.

Os investidores aguardam o início da temporada de balanços, que estrategistas dizem que pode ser prejudicada pelo impacto do aumento do dólar em multinacionais norte-americanas. Estimativas para os resultados caíram fortemente desde janeiro, segundo dados da Thomson Reuters.