Giro médio em março soma R$6,5 bi, queda de 8,3% ante fevereiro

quarta-feira, 1 de abril de 2015 20:34 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O volume financeiro médio diário transacionado na Bovespa em março somou 6,542 bilhões de reais, equivalente a uma queda de 8,3 por cento ante fevereiro, segundo informações apresentadas pela BM&FBovespa nesta quarta-feira.

Em março de 2014, o giro médio por dia tinha sido 6,591 bilhões de reais.

Mas o número médio de negócios diários na bolsa no mês passado cresceu na base sequencial, alcançando 913.861 transações, ante 902.948 em fevereiro. Em março de 2014, foram 973.887 negócios por dia, em média.

No mês passado, o Ibovespa, principal índice da bolsa paulista, teve queda de 0,8 por cento.

O valor de mercado das 358 empresas com ações na Bovespa ficou em 2,255 trilhões de reais no final de março. Um ano antes, havia 370 companhias listadas, num total de 2,32 trilhões de reais. Em fevereiro, a bolsa registrava 360 empresas, contabilizando 2,26 trilhões de reais.

Os dados referentes à participação de investidores, disponíveis até o dia 30, mostraram os estrangeiros respondendo por 53,9 por cento no volume financeiro negociado no mês, enquanto a fatia dos institucionais foi de 26,5 por cento e parcela das pessoas físicas, de 13,6 por cento.

Em março de 2014, a fatia dos estrangeiros tinha sido de 51,6 por cento do total, a dos institucionais por 29,2 por cento e as pessoas físicas, por 13,8 por cento. Em fevereiro deste ano, os percentuais foram de 52 por cento, 26,5 por cento e 13,8 por cento, respectivamente.

Os dados da BM&FBovespa mostraram que o saldo do capital externo foi positivo em 3,568 bilhões de reais em março até dia 30, ante resultado positivo de 2,944 bilhões de reais em março de 2014 e entrada líquida de 4,48 bilhões de reais em fevereiro.

(Por Paula Arend Laier)