Membros do BCE concordam em "permanecer firmes" sobre plano de compra de ativos, mostra ata

quinta-feira, 2 de abril de 2015 09:27 BRT
 

FRANKFURT (Reuters) - Autoridades do Banco Central Europeu concordaram em 5 de março que seu plano de compra de ativos era justificado e que precisavam continuar firmes e implementar o programa "sem hesitação", mostraram os registros da reunião publicados nesta quinta-feira.

Na reunião de 5 de março, o BCE disse que iria começar a imprimir dinheiro para comprar títulos --o chamado "quantitative easing" (QE)-- na segunda-feira seguinte, 9 de março. Também apresentou projeções atualizadas de sua equipe de economistas dando um cenário melhor.

"As projeções de março de 2015 não deveriam... ser interpretadas como uma sugestão de que as mais recentes medidas de política monetária eram menos necessárias", apontou a ata da reunião.

"Por isso, é essencial que o Conselho continue firme, implementando as medidas adotadas sem hesitação até que os objetivos sejam alcançados, em linha com seu compromisso de manter essa política por quanto tempo for necessário", completou.

As declarações são significativas porque apenas três semanas depois do início do programa de compras, que vai durar 19 meses, analistas começaram a especular que o BCE pode reduzir o ritmo de compras mais cedo, possivelmente até neste ano.

Segundo seu plano de QE, o BCE busca comprar 60 bilhões de euros por mês principalmente em bônus soberanos até setembro de 2016, ou além disso se necessário para ter um ajuste sustentado na trajetória da inflação de volta à sua meta de pouco menos de 2 por cento.

(Por Paul Carrel)