EUA têm criação de empregos mais fraca desde 2013 em março e taxa de desemprego fica estável

sexta-feira, 3 de abril de 2015 10:47 BRT
 

Por Lucia Mutikani

WASHINGTON (Reuters) - Empregadores norte-americanos criaram o menor número de postos de trabalho em mais de um ano em março, o que pode elevar preocupações sobre a recente desaceleração do crescimento econômico e postergar um aumento da taxa de juros do Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos.

A criação de vagas fora do setor agrícola somou 126 mil postos de trabalho no mês passado, menor ganho desde dezembro de 2013, divulgou o Departamento de Trabalho nesta sexta-feira. O setor de produção de bens, que tem sido afetado pelo dólar forte e preços mais baixos do petróleo, perdeu 13 mil postos em março - maior baixa desde julho de 2013.

A taxa de desemprego se manteve em uma mínima em mais de seis anos e meio, de 5,5 por cento, porque pessoas deixaram de integrar a força de trabalho.

"Não há dúvida de que a economia está mostrando os efeitos negativos do dólar mais forte e do colapso dos preços do petróleo. Os lucros de empresas ficaram sob pressão, e as contratações foram ajustadas em resposta a isso", disse Jim Baird, vice-presidente de investimentos da Plante Moran Financial Advisors em Kalamazoo, Michigan.

Economistas consultados pela Reuters previam criação de 245 mil vagas no mês passado e manutenção da taxa de desemprego em 5,5 por cento.