Grécia diz que FMI está disposto a ser "flexível" com propostas de reforma

terça-feira, 7 de abril de 2015 09:34 BRT
 

ATENAS (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) assegurou à Grécia que está disposto a ser "flexível" com as reformas que Atenas propôs aos seus credores antes que mais fundos de resgate sejam desembolsados, disse o Ministério das Finanças grego nesta terça-feira.

A Grécia não recebe fundos de resgate desde agosto do ano passado e tem recorrido a medidas como tomar empréstimos junto a empresas estatais. Um novo pacote de reformas oferecido na semana passada ainda precisa ser aprovado pelos credores da União Europeia e o FMI.

"(A diretora-gerente Christine) Lagarde...destacou que, no caso da Grécia, o Fundo está disposto a mostrar o máximo de flexibilidade acerca do modo com o qual as propostas fiscais e de reformas do governo serão avaliadas", informou um comunicado do ministério.

O comunicado vem após uma reunião entre o ministro grego das Finanças, Yanis Varoufakis, e Lagarde em Washington no domingo.

O comunicado disse que autoridades do Tesouro dos Estados Unidos, que também se reuniram com Varoufakis, expressaram a disposição do governo norte-americano de desempenhar o papel de um "intermediário honesto" para ajudar a Grécia a acertar um acordo com seus credores o mais rápido possível.

"Autoridades dos EUA transmitiram a importância que o governo Obama coloca num acordo honesto entre a Grécia e seus parceiros e na preservação da unidade da zona do euro".

A Grécia depositou suas esperanças numa outra reunião de vice-ministros das Finanças da zona do euro programada para 8 e 9 de abril, embora seja improvável que um acordo possa ser alcançado até lá. A próxima reunião de ministros das Finanças da zona do euro acontecerá em 24 de abril.

(Por George Georgiopoulos, Lefteris Papadimas e Karolina Tagaris)