Codesp diz que bloqueios a caminhões podem impactar exportações de grãos por Santos

terça-feira, 7 de abril de 2015 16:28 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Um impacto nas exportações de grãos decorrente do bloqueio a caminhões com destino à margem direita do porto de Santos "provavelmente vai acontecer", disse o diretor de Planejamento Estratégico e Controle da autoridade portuária de Santos (Codesp), Luis Montenegro, nesta terça-feira.

O bloqueio a caminhões na margem direita ocorre devido ao incêndio que atinge tanques de combustíveis do terminal da Ultracargo.

Até a manhã desta terça, os estoques de grãos estavam razoáveis, mas, com sua redução, "pode ser que atrasos de navios por um ou dois dias aconteçam", disse Montenegro à Reuters durante evento do setor de logística, a feira Intermodal.

A Codesp informou nesta terça-feira que a proibição do acesso de caminhões aos terminais da margem direita do porto será mantida pelo menos até quarta-feira, em decorrência dos bloqueios feitos no distrito da Alemoa, onde o incêndio atinge desde quinta-feira o terminal de armazenagem de combustíveis da Ultracargo.

Segundo Montenegro, a avaliação sobre a manutenção da proibição está ocorrendo diariamente.

(Por Priscila Jordão)