BR Properties propõe dispensa de "pílula de veneno" a todos interessados em OPA

quinta-feira, 9 de abril de 2015 11:51 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O comitê independente constituído pelo Conselho de Administração da BR Properties propôs ao Fundo Bridge submeter a assembleia de acionistas dispensa de aplicação da cláusula de "pílula de veneno" para todos os interessados em formular oferta de aquisição de ações da companhia, segundo troca de correspondências divulgada nesta quinta-feira.

O mecanismo é usado para impedir a tomada de controle hostil de uma empresa por terceiros.

"Propomos submeter à deliberação pelos acionistas a dispensa da 'poison pill' (pílula de veneno) para todos aqueles que tenham formulado uma oferta pública para a aquisição de ações da companhia até a data da realização de tal assembleia", disse o comitê em carta direcionada ao fundo Bridge, veículo de investimentos do Grupo BTG Pactual e do Brookfield Property Group.

O Bridge propôs realizar uma oferta pública voluntária de aquisição (OPA) do controle da BR Properties em fevereiro, tendo solicitado especificamente para a proposta do fundo a dispensa da adoção do mecanismo.

A BR Properties constituiu o comitê independente para dar ao Conselho uma recomendação final sobre a proposta do Fundo Bridge.

(Por Luciana Bruno)