Contratos futuros de grãos fecham em baixa após USDA apontar grandes estoques

quinta-feira, 9 de abril de 2015 17:49 BRT
 

CHICAGO (Reuters) - Os contratos futuros da soja negociados na bolsa de Chicago caíram nesta quinta-feira para os seus níveis mais baixos em quase seis meses, depois que o governo norte-americano elevou ligeiramente sua previsão para os estoques globais para um novo recorde.

As preocupações com a desaceleração da demanda global adicionaram pressão para os preços da soja, disseram operadores. As cotações do milho e do trigo também recuaram.

O USDA elevou ligeiramente nesta quinta-feira a sua previsão dos estoques globais de soja ao final da temporada 2014/15 para 89,55 milhões de toneladas, ante 89,53 milhões de toneladas da projeção de março. Analistas esperavam manuteção da estimativa.

"Ainda há muita oferta de grãos no mundo", disse Tomm Pfitzenmaier, analista da Summit Commodity Brokerage, em Iowa.

O contrato maio da soja fechou em baixa de 18 centavos, para 9,535 dólares por bushel após atingir 9,5025 dólares, o menor valor para um contrato de primeiro vencimento desde 21 de outubro.

O trigo caiu 7,50 centavos, para 5,1875 dólares por bushel, depois de tocar mínima de uma semana de 5,1375 dólares por bushel.

O maio do milho cedeu 1,25 centavo, a 3,78 dólares por bushel, depois de uma baixa de um semana de 3,75 dólares.

(Por Tom Polansek)