Cafeicultura quer financiamentos de R$4,1 bi do Funcafé, alta de 8% ante 2014

sexta-feira, 10 de abril de 2015 15:31 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Representantes dos cafeicultores pedem recursos de 4,136 bilhões de reais para financiamento das atividades da safra 2015 no âmbito do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), que conta com juros subsidiados pelo governo, segundo nota divulgada nesta sexta-feira pelo Conselho Nacional do Café (CNC).

O montante para financiamentos neste ano, segundo a sugestão do CNC, representa um aumento de 8 por cento em relação ao orçamento de 2014, e aguarda a sanção da presidente Dilma Rousseff.

De acordo com o conselho dos cafeicultores, "frente ao cenário de duas quebras consecutivas de safra devido às adversidades climáticas", em 2014 e 2015, faz-se necessário que o aumento de cerca de 311 milhões de reais nos recursos do Funcafé seja destinado às linhas de Custeio e Estocagem.

O setor avalia que os recursos são necessários para os produtores poderem comercializar o produto de maneira que obtenham renda na atividade.

Dessa forma, o Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC) aprovou nesta semana a manutenção dos mesmos valores do ano passado para as demais linhas de financiamento do Funcafé.

Durante a reunião do CDPC, o coordenador geral de apoio ao Funcafé, Marconni Sobreira, disse que há uma "sobra" de aproximadamente 142 milhões de reais dos recursos do ano passado, "os quais já se encontram disponíveis para que os tomadores os requeiram como recursos 'antecipados' para a Colheita 2015 junto aos agentes financeiros".

(Por Roberto Samora)