Índice de ações europeias fecha estável após rali por dados fracos da China

segunda-feira, 13 de abril de 2015 14:27 BRT
 

Por Francesco Canepa e Blaise Robinson

LONDRES/PARIS (Reuters) - O principal índice de ações da Europa fechou praticamente estável nesta segunda-feira, após um recente rali, conforme dados fracos da balança comercial chinesa derrubaram as ações de mineradoras, apesar de a atividade de fusões e aquisições ter ajudado a manter o índice no campo positivo.

O índice FTSEurofirst 300 das principais ações europeias fechou com alta de 0,11 por cento, aos 1.647 pontos, dando uma pausa após salto de 3,7 por cento na semana passada.

O papel da Nokia avançou 2,5 por cento em meio a especulações sobre uma possível venda de sua unidade de mapas.

Dados mostraram que as exportações da China despencaram 15 por cento em março, enquanto as importações caíram no ritmo mais forte desde 2009, um resultado que surpreendeu e aprofundou as preocupações com o crescimento da segunda maior economia do mundo e maior consumidor de metais.

As ações de produtoras de matéria-prima figuraram entre as maiores quedas, com a BHP Billiton e a Anglo American recuando 3,2 por cento e 2,3 por cento respectivamente.

"A economia baseada na exportação está em um processo de mudança estrutural e grande parte dos esforços estão centrados no consumo, e, tendo em vista os que os números divulgados hoje são assustadores, você quer perguntar se a desaceleração do crescimento global está lançando sua sombra", disse Naeem Aslam, analista-chefe de mercado do Ava Trade.

Ampliando as preocupações do setor de mineração, o Citigroup rebaixou seu rating sobre o setor de metais e mineração para "neutro".

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,36 por cento, a 7.064 pontos.   Continuação...