Toyota volta a se expandir com novas fábricas no México e China

quarta-feira, 15 de abril de 2015 13:58 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - A Toyota anunciou nesta quarta-feira que construirá novas fábricas no México e na China, encerrando um período em que não realizou expansões e colocando mais pressão sobre seus rivais globais.

A maior montadora do mundo em volume de vendas disse que construirá uma fábrica de 1 bilhão de dólares com capacidade de produção anual de 200 mil carros no Estado mexicano de Guanajuato, aumentando sua produção total na América do Norte por volta do mesmo número de veículos.

Essa fábrica, a primeira da montadora no México, terá cerca de 2 mil empregados, disse a companhia.

A Toyota afirmou que o investimento para a fábrica em Guanajuato provavelmente será 40 por cento menor do que investimentos comparáveis em 2008. A instalação será um modelo para outras fábricas no mundo, disse o chefe de operações da Toyota na América do Norte, Jim Lentz, em entrevista nesta quarta-feira.

Na China, a Toyota disse que gastará cerca de 52,5 bilhões de ienes (440 milhões de dólares) para instalar uma nova fábrica e uma terceira linha de produção em Guangzhou, controlada em conjunto com a Guangzhou Automobile Group. A linha pode começar a produção em 2017 com capacidade de fabricar cerca de 100 mil carros por ano.

Os anúncios desta quarta-feira encerram oficialmente o congelamento de três anos imposto pelo presidente da Toyota, Akio Toyoda, sobre expansão de capacidade, e aumentam a pressão sobre as rivais da montadora japonesa, incluindo a Volkswagen, a General Motors e a Ford.

Com a nova fábrica no México, disse Lentz, "Nos expandimos o quanto precisávamos no momento".

(Por Chang-Ran Kim)