Justiça concede liminar que suspende eleição de Parisotto e Cunha no Conselho da Usiminas

quarta-feira, 15 de abril de 2015 17:37 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Justiça de Minas Gerais concedeu nesta quarta-feira liminar que suspende a eleição do empresário Lírio Parisotto para vaga no Conselho de Administração da Usiminas, após eleição ocorrida no último dia 6.

A liminar também suspendeu a eleição do suplente de Parisotto, Mauro Cunha, presidente do Conselho da associação de acionistas minoritários Amec.

O pedido de liminar foi feito pela Ternium, membro do grupo de controle da siderúrgica e que afirmou que a eleição de ambos foi ilegal.

(Por Alberto Alerigi Jr.)