Petrobras prometeu retomar alguns pagamentos a estaleiros, diz ministro Wagner

quarta-feira, 15 de abril de 2015 17:49 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras prometeu iniciar a regularização de pagamentos a alguns estaleiros que constroem embarcações e sondas para a estatal, segundo o ministro da Defesa, Jaques Wagner, que garantiu que o programa naval brasileiro fortalecido no governo Lula não vai retroceder.

O ministro revelou que se reuniu pessoalmente com o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, para tratar desse assunto.

"Não vai voltar ao normal, mas vai voltar esse horizonte (de normalização). Até porque o programa naval não vai retroceder", declarou Wagner a jornalistas, durante feira de segurança no Riocentro.

Recentemente, alguns estaleiros que atendem a encomendas da Petrobras iniciaram um processo de demissão de funcionários devido a problemas de fluxo de caixa, na esteira do aprofundamento das investigações da operação Lava Jato, que apura um esquema de corrupção envolvendo a estatal, empreiteiras e políticos.

Por conta do escândalo, a empresa suspendeu contratações com uma lista de empresas que teriam firmado contratos irregulares com a estatal.

Algumas das construtoras afetadas têm participação nos estaleiros.

De acordo com o ministro, parte do empréstimo obtido pela Petrobras junto ao Banco de Desenvolvimento da China, no valor de 3,5 bilhões de dólares, será usada para quitar alguns pagamentos com os estaleiros.

O ministro citou especificamente a possibilidade de retomada de um processo de regularização de pagamentos junto ao estaleiro Rio Grande, no Rio Grande do Sul, que demitiu recentemente milhares de metalúrgicos.

"O estaleiro do Rio Grande do Sul também foi assunto com a presidente (Dilma Rousseff) na segunda-feira... vamos conseguir liberar pagamento", disse Wagner.

(Por Rodrigo Viga Gaier)