15 de Abril de 2015 / às 21:19 / em 3 anos

Wall St fecha em alta por petróleo e perspectivas melhores para resultados

NOVA YORK (Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quarta-feira, impulsionados por ganhos de empresas petrolíferas e apostas de que os resultados corporativos do primeiro trimestre podem não ter sido tão fracos como se pensava inicialmente.

O índice Dow Jones subiu 0,42 por cento, para 18.112 pontos, o S&P 500 ganhou 0,51 por cento, a 2.106 pontos e o Nasdaq Composite avançou 0,68 por cento, para 5.011 pontos.

Os dez principais setores do S&P 500 subiram, com o índice de energia subindo 2,3 por cento. O preço do petróleo nos EUA subiu mais de 5 por cento após um aumento menor que o esperado no estoque de petróleo nos EUA.

As ações da Intel subiram 4,25 por cento, a 32,83 dólares, depois que a empresa informou na véspera esperar receita estável no ano, apesar de alguma fraqueza no primeiro trimestre.

Investidores temiam que a atual temporada de balanços, que está ganhando fôlego, seria prejudicada por baixos preços do petróleo, dólar forte e o inverno rigoroso no leste dos EUA. As estimativas apontam para queda de 2,6 por cento no lucro das empresas do S&P 500, de acordo com dados da Thomson Reuters.

“As empresas pode ultrapassar a barra que está quase no chão”, disse Jack Ablin, vice-presidente de investimento da BMO Private Bank, em Chicago. “Superar as estimativas será relativamente fácil.”

Das 36 empresas listadas no S&P 500 que já divulgaram seus resultados, 81 por cento superaram as expectativas de lucro, acima do patamar de 63 por cento em um trimestre típico.

No entanto, apenas 47 por cento das empresas superaram as expectativas para a receita, ante 61 por cento em um trimestre típico. O dado indica que as empresas estão impulsionando seus resultados com corte de custos e não expandindo seus negócios.

O mercado acionário nos EUA também foi beneficiado pelo Banco Central Europeu, que reforçou o compromisso com o programa completo de compra de ativos para reavivar a economia da zona do euro.

O dólar forte prejudica as empresas dos EUA dependentes de vendas no exterior, enquanto a queda nos preços do petróleo prejudica o lucro de empresas de energia.

No entanto, muitas empresas do setor industrial e de transporte se beneficiam de preços mais baixos de petróleo e derivados. A Delta Air Lines registrou lucro maior que o esperado por analistas no primeiro trimestre e as ações da empresa subiram 2,60 por cento, a 44,20 dólares.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below