Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA sobem mas tendência é de força no mercado

quinta-feira, 16 de abril de 2015 09:44 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego subiu de forma inesperada na semana passada, mas a tendência continua a indicar fortalecimento no mercado de trabalho.

Os pedidos iniciais subiram em 12 mil, para 294 mil segundo números ajustados sazonalmente, para a semana encerrada em 11 de abril, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira.

Os pedidos para a semana anterior foram revisados para mostrar mil a mais do que divulgado anteriormente.

Economistas consultados pela Reuters projetavam queda dos pedidos para 280 mil na semana passada.

Os pedidos tendem a ser voláteis nesta época do ano porque feriados sem data fixa como Páscoa e as férias de primavera nas escolas podem afetar o modelo que o governo usa para reduzir as flutuações sazonais.

A média móvel de quatro semanas, considerada medida melhor das tendências do mercado de trabalho já que elimina a volatilidade semanal, subiu em 250, para 282.750, na semana passada. Pedidos abaixo de 300 mil são associados com fortalecimento do mercado de trabalho.

(Reportagem de Lucia Mutikani)