Clima será "excepcional" para milho, cana e café nos próximos meses, diz Somar

sexta-feira, 17 de abril de 2015 15:06 BRT
 

Por Gustavo Bonato

SÃO PAULO (Reuters) - As condições climáticas para as lavouras de milho, cana-de-açúcar e café do centro-sul do Brasil nos próximos meses serão "excepcionais", com chuvas adequadas na reta final antes da colheita, disse nesta sexta-feira um agrometeorologista da Somar.

A segunda safra de milho, plantada no Centro-Oeste, Sudeste e Paraná logo após a colheita da soja, está nas fases iniciais de desenvolvimento, em que a umidade do solo ainda é muito necessária.

"Está maravilhoso. Está chovendo bem em todas as regiões produtoras de milho safrinha do Brasil", disse à Reuters Marco Antônio dos Santos, da Somar.

Segundo ele, haverá chuvas constantes no Centro-Oeste, Sudeste e Paraná durante as próximas duas semanas, até o fim de abril. Depois disso, não haverá uma interrupção total das precipitações, como é comum no outono e inverno da região central do país.

"Para a maior parte das regiões produtoras, não há ausência de chuvas, mas pancadas isoladas. Para os produtores que plantaram milho em março, o que foge da janela ideal de clima, isso é bom", disse Santos, não descartando que microrregiões terão clima seco mais prolongado.

Uma das explicações para as características climáticas dos próximos meses é a ocorrência de um El Niño fraco, que foge das características clássicas do fenômeno, segundo Santos.

"Não tem um El Nino característico, mas tem uma continuação de um certo aquecimento das águas do Pacífico e do Atlântico. Isso favorece a entrada de frentes frias (e ocorrência de chuvas) durante os próximos meses", afirmou.

A colheita de milho deverá começar na primeira quinzena de junho.   Continuação...