Bovespa tem leve queda na semana, mas Petrobras sobe mais de 10% antes de balanço

sexta-feira, 17 de abril de 2015 18:15 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em queda nesta sexta-feira, encerrando praticamente estável uma semana dominada por expectativas relacionadas à divulgação do balanço auditado de 2014 da Petrobras, previsto para o próximo dia 22.

O Ibovespa caiu 1,32 por cento, a 53.954 pontos, encerrando a semana com declínio de 0,48 por cento. No mês de abril, ainda contabiliza um ganho de 5,48 por cento. O volume financeiro nesta sexta-feira somou 6,4 bilhões de reais.

Os papéis ordinários da Petrobras terminaram o dia com alta de 0,68 por cento e os preferenciais com avanço de 0,62 por cento, acumulando na semana altas de 12,17 e 10,07 por cento, respectivamente.

Profissionais do mercado atribuíram boa parte do movimento das ações da estatal nos últimos dias a compras para cobertura de posições vendidas e ao vencimento dos contratos de opções sobre ações na próxima segunda-feira na Bovespa.

Os papéis da Petrobras costumam estar entre as séries mais líquidas do exercício de opções. E o vencimento deste mês acontece na véspera de um feriado nacional e na antevéspera da divulgação dos números audidatos da estatal.

No mês de abril, as ações preferenciais da estatal acumulam alta de 33,7 por cento e as ações ordinárias de 38,5 por cento.

Nesta sexta, contudo, o avanço de Petrobras foi ofuscado pelo declínio dos bancos, com Banco do Brasil à frente, fechando em baixa de 4,81 por cento, enquanto Itaú Unibanco e Bradesco, que têm peso grande no índice, caíram 1,27 e 2,56 por cento, respectivamente.

Relatório da Fitch Ratings nesta sessão alertou que investigações anticorrupção novas e em andamento criaram um ambiente de litígio mais intenso que pode adicionar pressão desfavorável aos bancos no curto prazo.   Continuação...