Fundo Coliseu faz acordo para venda de participação na Taesa por R$1,527 bi

sexta-feira, 17 de abril de 2015 20:48 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Fundo de Investimento Coliseu, um dos controladores da transmissora de energia elétrica Taesa, acertou um acordo preliminar para venda de sua participação à colombiana Empresas Públicas de Medellín por cerca de 1,527 bilhão de reais, informaram as empresas nesta sexta-feira.

A participação a ser vendida pelo FIP Coliseu é de 22,14 por cento do total de ações da Taesa, que tem entre os sócios controladores o grupo mineiro de eletricidade Cemig, com participação de 43,36 por cento.

As empresas frisaram que ainda não houve assinatura de contratos e que a operação está sujeita ao cumprimento de uma "série de condições, não havendo qualquer garantia ou certeza de que o negócio será concluído".

O FIP Coliseu é administrado pelo Banco Modal e entrou no capital da Taesa em 2009, quando ainda era conhecida como Terna Participações.

O acordo foi anunciado meses depois que a própria Cemig desistiu em junho de 2014 de uma oferta feita em conjunto com a EPM para compra de participação na geradora colombiana Isagen.

Na época, a Cemig afirmou que manteria parceria com a EPM na busca conjunta de oportunidades de investimentos tanto no Brasil quanto no exterior.

(Por Alberto Alerigi Jr.)