Adidas usará lixo plástico marítimo em produtos a partir de 2016

segunda-feira, 20 de abril de 2015 10:10 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A companhia alemã de artigos esportivos Adidas está se juntando a um grupo que tenta limpar os oceanos do planeta com um plano para desenvolver materiais a partir de lixo plástico marítimo que podem ser usado em seus produtos.

Como resultado de sua parceira com a iniciativa "Parley for the Oceans", a Adidas anunciou também nesta segunda-feira que irá descontinuar gradativamente o uso de sacolas plásticas em suas 2.900 lojas.

Grandes marcas de moda estão competindo para destacar suas credenciais éticas enquanto organizações como o Greenpeace as pressionam para que cortem seus impactos ambientais e melhorem as condições em fábricas.

A varejista sueca H&M, por exemplo, prometeu triplicar a quantidade de produtos fabricados a partir de fibras recicladas até o final de 2015.

Plásticos usados na indústria de bens de consumo causam poluição marinha com um "custo de capital natural", uma medida de danos ambientais, de ao menos 13 bilhões de dólares por ano, segundo o Programa das Nações Unidas para o Meio-Ambiente (Pnuma).

A Adidas disse que trabalhará com a Parley para desenvolver fibras feitas a partir de lixo marítimo reclicado para usar em suas roupas, e potencialmente em partes de calçados, a partir do ano que vem. A varejista holandesa G-STAR Raw trabalhou com a Parley no ano passado para lançar uma linha de jeans feita a partir de lixo plástico.

(Por Emma Thomasson)