Bovespa fecha em queda por setor financeiro e perda de força da Petrobras

segunda-feira, 20 de abril de 2015 18:11 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista fechou a segunda-feira com o seu principal índice em queda pelo terceiro pregão consecutivo, em meio a movimentos de realização de lucros após o Ibovespa ter se aproximado dos 55 mil pontos na semana passada.

Em sessão marcada pelo vencimento dos contratos de opções sobre ações, papéis do setor financeiro responderam pela principal pressão negativa no índice, bem como pesou o enfraquecimento das ações da Petrobras.

O Ibovespa recuou 0,36 por cento, a 53.761 pontos, revertendo o viés da primeira etapa do dia, quando chegou a subir 0,8 por cento na máxima do dia.

O volume financeiro somou 8,58 bilhões de reais, incluindo o giro do exercício das opções.

As preferenciais da Petrobras, que subiram 2,84 por cento na máxima do dia, terminaram com acréscimo de 0,61 por cento, enquanto as ordinárias recuaram 0,23 por cento, após avançarem 2,79 por cento.

O enfraquecimento das ações aconteceu após o vencimento de opções na Bovespa, que teve os papéis preferenciais da estatal entre as séries mais líquidas, com as opções de compra a 11,16 reais respondendo pelo maior volume do exercício (121,80 milhões de reais).

Os acertos da Petrobras com a Caixa Econômica Federal, Bradesco, Banco do Brasil e Standard Chartered, que cobririam as necessidades de financiamento da estatal em 2015, também ajudaram os papéis na parte da manhã.

Mas, de acordo com profissionais do mercado, o feriado no Brasil na terça-feira, quando a Bovespa não funciona, reduziu o ímpeto diante da divulgação na quarta-feira do balanço auditado de 2014 da petroleira estatal.   Continuação...