Credit Suisse tem lucro acima do esperado, mas risco de aumento capital preocupa

terça-feira, 21 de abril de 2015 10:08 BRT
 

ZURIQUE (Reuters) - Especulações de que o novo presidente-executivo do Credit Suisse, Tidjane Thiam, poderia ter que levantar dinheiro para melhorar o balanço do banco ofuscaram a alta acima da previsão no lucro líquido do primeiro trimestre divulgado nesta terça-feira.

O lucro subiu 23 por cento, após a volatilidade no mercado impulsionar operações de valores mobiliários e com ganhos na sua divisão de private bank com clientes ricos.

A instituição baseada em Zurique reportou lucro líquido de 1,054 bilhão de francos suíços (1,10 bilhão de dólares) ante 859 milhões de francos no ano passado, superando estimativas em uma pesquisa da Reuters, que apontava 1,034 bilhão de francos.

Preocupações sobre eventual aumento de capital prevaleciam e as ações do Credit Suisse recuavam 1,6 por cento às 10h (horário de Brasília)

Novas regras rígidas sobre risco e o fortalecimento do franco suíço diminuíram o colchão de liquidez do Credit Suisse contra futuras perdas no primeiro trimestre. Com os reguladores ainda trabalhando em requisitos de capital para operações de trading dos bancos, há potenciais ventos contrários por vir.

"O risco é que o debate em torno da entrada do novo presidente-executivo mude de potencial mudança estratégica para o risco de aumento de capital", disse Omar Fall, analista da Jefferies.

Thiam, presidente-executivo da seguradora britânica Prudential deve assumir o lugar do veterano Brady Dougan à frente do Credit Suisse em meados de junho, conforme o banco.

(Por Katharina Bart)