BM&FBovespa quer 20% de membros independentes no conselho das estatais

quarta-feira, 22 de abril de 2015 11:49 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A BM&FBovespa quer que os Conselhos de Administração de empresas controladas pelo governo tenham ao menos 20 por cento de membros independentes.

A sugestão faz parte de um documento com diretrizes de governança para estatais que será submetido a audiência restrita.

O documento, que recebeu apoio dos ministérios da Fazenda, do Planejamento e da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), também quer vedar que os conselhos tenham representantes de órgãos reguladores.

A pretensão da bolsa é que o regulamento, de adesão voluntária, seja divulgado em 30 de junho.

O documento sugere ainda proibir que uma mesma pessoa ocupe os cargos de presidente do conselho e presidente-executivo.

Entre as sugestões do documento estão também a criação de comitês de auditoria estatutário e de nomeação, responsável por garantir que os administradores nomeados tenham qualificação mínima para o cargo.

(Por Aluísio Alves)

 
BM&FBovespa em São Paulo. 4/8/2011 REUTERS/Nacho Doce